quarta-feira, 25 de março de 2015

UFG abre concurso com 138 vagas para técnico-administrativos

A Universidade Federal de Goiás (UFG) lança edital de concurso público para o preenchimento de 138 vagas de seu quadro de técnico-administrativos, para se ter uma ideia, só para Goiânia, há 50 vagas para assistente administrativo. As oportunidades são para as cidades de Aparecida de Goiânia, Catalão, Goiânia, Goiás e Jataí, com remuneração inicial entre R$ 1.739,04 e R$ 3.666,54. O certame selecionará candidatos com formação em nível fundamental, médio, técnico e superior. As regras do concurso, que tem validade de dois anos, prorrogáveis por igual período, estão disponíveis no portal do Centro de Seleção (CS) da UFG (www.cs.ufg.br), que é o responsável pela realização das provas.

As inscrições estarão abertas do dia 31 de março a 23 de abril e serão realizadas exclusivamente no sítio do CS. O valor da inscrição varia conforme o cargo pleiteado, com taxas de R$ 70,00 a R$ 150,00.  A prova objetiva será realizada no dia 17 de maio e, para cargos que exigem prova teórico-prática, a segunda etapa de avaliação será no período de 10 a 17 de junho. Os locais para a realização da prova objetiva serão divulgados no dia 13 de maio.

Reserva de Vagas

Além da reserva de vagas para candidatos com deficiência, o concurso prevê a destinação de 20% das vagas para candidatos que se autodeclararem negros. O item do edital vale para os cargos que possuem três ou mais vagas disponíveis na cidade de lotação. A medida atende à Lei nº 12.990, de 09 de junho de 2014, que estabelece a reserva em concursos no âmbito da administração pública federal, autarquias, fundações públicas, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União. (Fonte: Ascom UFG)

Secretaria de Educação de Goiás abre edital com 1.805 vagas

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce/GO) abriu novo concurso público com 1.805 vagas para o cargo de professor temporário, além de formação de cadastro reserva.

Para concorrer é necessário que o candidato tenha ensino médio ou superior que corresponda às áreas de conhecimento exigidas em edital. As inscrições devem ser feitas até o dia 30 de março pelo site www.portaldoservidor.go.gov.br. O edital não informou sobre taxas de participação.

Os aprovados atuarão em regimes de 20, 30 ou 40 horas semanais com remunerações de R$ 654,22; R$ 981,33 ou R$ 1.308,44, respectivamente.

Entre as atividades a serem desenvolvidas pelo profissional, estão elaborar planos curriculares e de ensino; ministrar aulas na educação básica; participar da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino; estabelecer e executar estratégia de recuperação para os alunos de menor rendimento; e colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e comunidade.

Os candidatos passarão apenas por avaliação curricular. Na ocasião serão analisadas formação educacional e experiência profissional. O concurso tem validade de um ano, a partir da data de sua homologação e pode ser prorrogado por igual período

sexta-feira, 20 de março de 2015

Fixado número de funcionários para Hospital da UFT em Araguaína

O Hospital de Doenças Tropicais (HDT), da Universidade Federal do Tocantins (HDT-UFT), em Araguaína, poderá contratar novos profissionais de diferentes especialidades. A autorização para a contratação foi publicada na edição desta segunda-feira, 16, do Diário Oficial da União, que fixou o limite para o quadro de funcionários da unidade. A previsão é de um aumento de 21% da força de trabalho por meio de concurso público a ser promovido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC). A quantidade de vagas, bem como as áreas profissionais previstas nos concursos, serão divulgadas nos editais previstos para serem publicados nos próximos meses.

O pró-reitor de Administração e Finanças da UFT, José Pereira Guimarães Neto, e a presidente em exercício da Ebserh, Jeanne Michel, assinaram contrato para gestão compartilhada do hospital em fevereiro. A partir da assinatura, universidade e empresa começaram a implantação de um plano de reestruturação da unidade hospitalar executado de forma conjunta. O plano prevê, ainda, a adoção de medidas para a recuperação da infraestrutura física e tecnológica.

As contratações vão permitir a regularização de parte da força de trabalho que atua nos hospitais, com vínculos considerados irregulares pelos órgãos de controle, bem como permitir que os hospitais universitários ofereçam condições para a formação profissional de qualidade e para o desenvolvimento científico e tecnológico. Além disso, possibilitarão a ampliação e a melhoria dos serviços de saúde prestados à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).


(Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh)