quarta-feira, 20 de junho de 2018

Goiás abre nova seleção para vigilantes penitenciários com 1.347 vagas


A Secretária de Estado de Gestão e Planejamento (SEGPLAN) de Goiás divulgou o edital de abertura para uma nova seleção com 1.373 vagas para contratação de profissionais para o cargo de vigilante penitenciário temporário. A divulgação foi feita no Diário Oficial do Estado do último dia 20 de junho.

As chances são para nível médio, com lotação em oito regionais do Goiás, no qual o candidato deve escolher em qual quer concorrer. O cargo de vigilante penitenciário tem carga horária de 40 horas semanais, preferencialmente em regime de plantão, e salário de R$ 1.950,46, composto por vencimento e gratificação de risco de vida, mais auxílio-alimentação.

Os candidatos serão classificados e selecionados de acordo com o desempenho alcançado na prova objetiva, única etapa de avaliação do processo seletivo simplificado. As inscrições serão aceitas entre 26 de junho e 12 de julho pelo site www.portaldoservidor.go.gov.br. A taxa de participação é no valor de R$ 40.

Concurso para delegado da PC/GO
O concurso público para a Secretaria de Gestão de Planejamento do Estado de Goiás está com as inscrições abertas até 11 de julho para 100 vagas para o cargo delegado de polícia substituto da Polícia Civil.

A remuneração é de R$ 19.242,52, com jornada de trabalho de 40 horas semanais. O Núcleo de Seleção da Universidade Estadual de Goiás (UEG) é a instituição responsável pelo planejamento e execução do concurso.

Para concorrer a uma vaga é necessário ter graduação em direito. Os candidatos serão avaliados em Goiânia e/ou Aparecida de Goiânia. A prova objetiva está marcada para 12 de agosto e terá 100 questões sobre as disciplinas de direito penal (15), direito processual penal (15), legislação penal e processual penal extravagante (15), direito constitucional (15), criminologia (5), direito administrativo (5), direito civil e empresarial (5), direito eleitoral (5), medicina legal (5), direito tributário (5), direito ambiental (5), e legislação estadual e realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica de Goiás e do Brasil (5).

terça-feira, 12 de junho de 2018

Iphan lança concurso público com 411 vagas de nível médio, técnico e superior


O edital de abertura do novo concurso público do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi lançado no Diário Oficial da União, desta terça-feira (12/6). De acordo com o documento, são 411 vagas de nível médio, técnico e superior (destas, 110 vagas só para o Distrito Federal). O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) é a banca organizadora da seleção.

Os candidatos serão avaliados por provas objetivas e discursivas em 26 de agosto, além de avaliação de títulos (esta última etapa apenas para candidatos aos cargos de nível superior. 
Os conhecimentos básicos que serão cobrados de todos os candidatos são: língua portuguesa, fundamentos da preservação do patrimônio cultural, noções de gestão e administração pública e atualidades (somente para as provas discursivas).

As chances de nível superior são para o cargo de analista, com remuneração de R$ 5.035,29, para quem tem nível superior em comunicação social, engenharia cartográfica, geografia, geociências, relações internacionais e ainda para graduados em qualquer área de formação.

Quem tem curso superior ainda pode competir ao posto de técnico, com o mesmo salário, para formados em ciências sociais, antropologia, arqueologia, arquitetura e urbanismo, arquivologia, biblioteconomia, ciências biológicas, engenharia agronômica, engenharia civil, história, educação, pedagogia, licenciatura em ciências humanas e também para graduados em qualquer área de formação.

Já para quem tem nível médio, o cargo oferecido é o de auxiliar institucional, com salário de R$ 3.419,97. Podem concorrer quem tem apenas nível médio ou quem tem nível médio e técnico em conservação e restauração de bens culturais móveis, em edificações, em agronomia ou em jardinagem. 
O edital reserva 5% das vagas a pessoas com deficiência e 20% a negros.

Inscrições
Quem se interessar pelo concurso pode se inscrever entre 18 de junho e 9 de julho, pelo site www.cespe.unb.br. As taxas vão de R$ 84 a R$ 117. O pagamento deve ser feito até 30 de julho, em qualquer banco. O período de inscrições também é o prazo para solicitação de isenção da taxa de inscrição para candidatos amparados pelo Decreto nº 6.593/2008 ou pela Lei nº 13.656/2018.

Lotação
As  vagas  são  destinadas  aos  estados  da  federação  e  ao Distrito  Federal,  e  poderão  ser  distribuídas  entre  as  sedes  do  IPHAN nas  capitais  das  26  unidades  da  Federação  e  no  Distrito  Federal ou ainda nos Escritórios Técnicos existentes nas   seguintes cidades: Piranhas em Alagoas; Cachoeira, Lençóis,  Porto  Seguro  e  Rio  de  Contas na Bahia; Icó  e  Sobral, no Ceará; Goiás  e  Pirenópolis, em Goiás; Alcântara no Maranhão; Congonhas,  Diamantina,  Mariana,  Ouro  Preto,  São  João  Del  Rei, Serro  e  Tiradentes, em Minas Gerais; Corumbá, no Mato Grosso do Sul; Areia, na Paraíba; Fernando  de Noronha,  Igarassu  e  Olinda, em Pernambuco; Parnaíba e São  Raimundo Nonato, no Piauí; Paraty, Petrópolis, São Pedro D %u0301Aldeia, Vassouras, no Rio de Janeiro; Antônio Prado, Jaguarão e São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul;  Laguna, Pomerode e  São  Francisco  do  Sul, em Santa Catarina; São Cristóvão, em Sergipe; Iguape, em São Paulo; e Natividade, em Tocantins. 

Confira aqui o edital publicado no DOU

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Policia Federal define organizadora de concurso para 500 vagas


Uma boa notícia para quem aguarda o edital do novo concurso público da Polícia Federal (PF) que terá 500 vagas. O departamento de comunicação da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) confirmou que o órgão já definiu a banca organizadora, sendo escolhida o Cebraspe, antigo Cespe/UnB.

A Fenapef ainda informou que a previsão é de que o edital do processo seletivo seletivo seja publicado até julho. Agora, o próximo passo deve ser a assinatura do contrato de prestação de serviços com a organizadora.

Autorizado em 20 de abril, conforme publicação no Diário Oficial da União, o concurso da PF contemplará os seguintes cargos:

·         150 para o cargo de delegado,
·         60 para perito criminal,
·         80 para escrivão,
·         30 para papiloscopista e
·         180 para agente.

Vale lembrar que, de acordo com o decreto presidencial 8.326, de 2014, a PF pode iniciar novo concurso para seus quadros sempre que constatada uma defasagem de pelo menos 5% dos servidores, sem necessidade de autorização prévia do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) para realizar o certame. Ainda assim o órgão precisa de confirmação do Planejamento de que dispõe de verbas para as contratações. 



terça-feira, 29 de maio de 2018

Concursos em Goiás oferecem mais de 2 mil vagas e salários de até R$ 19 mil


Os concurseiros de Goiás, Distrito Federal e de todo o Centro-Oeste devem ficar atentos. Dez órgãos públicos goianos estão com concursos abertos oferecendo ao todo 2,2 mil oportunidades, entre chances efetivas e para cadastro reserva. 

O maior salário é pago pela Polícia Civil, que abriu 100 vagas para delegados com remuneração de R$ 19.242,52. Por sua vez, o órgão com maior quantidade de vagas é a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, que oferta 900 chances para professores. Confira os prazos de inscrição de cada certame e concorra abaixo:

PCGO

A Secretaria de Gestão de Planejamento do estado de Goiás publicou edital de abertura do novo concurso público para delegado de polícia substituto da Polícia Civil. São 100 vagas, sendo cinco reservadas a pessoas com deficiência. A remuneração para o cargo é de R$ 19.242,52, com jornada de trabalho de 40 horas semanais. 
O Núcleo de Seleção da Universidade Estadual de Goiás (UEG) é a instituição responsável pelo planejamento e execução deste concurso. Para tomar posse no cargo, o candidato deve ter graduação em direito e passar por nove etapas de avaliação. As inscrições terão inicio em 12 de junho e vão até 11 de julho.

Seduce

Um novo concurso público foi aberto, dessa vez as oportunidades são para professores. A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) de Goiás, oferece 900 com vagas para professores de nível 3, nas áreas de matemática, química e física, além da formação de cadastro reserva. 

Além disso, há chances para lotação no Entorno de Brasília. Do total de vagas, são 42 para biologia, 33 para física, 417 para matemática e 208 para química. A carga horária dos professores varia entre 20 e 40 horas semanais, assim como as remunerações que partem de R$ 1.563,17 a R$ 3.126,35. As inscrições vão até 6 de junho.

Segplan

A Secretaria de Gestão e Planejamento de Goiás (Segplan/GO), divulgou processo seletivo simplificado para contratar professores temporários e auxiliares administrativos para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED). São 343 vagas, sendo 192 para o cargo de professor de nível superior, 78 para professor de nível médio e 73 para cargos de apoio administrativo. 

Os selecionados atuarão nos Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Itegos) e nos Colégios Tecnológicos do Estado de Goiás (Cotecs). Os salários variam de R$ 1.110,77 a R$ 1.753,31 para professores. Para os cargos de auxiliar administrativo e de serviços gerais, a remuneração é de R$ 954. As inscrições vão até 4 de junho.

CREA

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA/GO) abriu sete vagas temporárias e formação de cadastro reserva com 14 vagas. São oferecidas chances para profissionais de nível fundamental, médio e superior para os cargos de assistente administrativo, auxiliar operacional e analista de área T.I. 

Todos os cargos têm jornada de trabalho de 40 horas semanais e recebem, além do salário, auxilio alimentação, assistência médica, folga de aniversário, auxílio creche e licença maternidade. Os salários vão de R$ 1.714,44 a R$ 3.703,69. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 4 de junho.

Prefeitura de Goiânia

São 468 vagas de nível fundamental, médio e superior, para atuação na Secretaria Municipal de Educação e Esporte. A remuneração varia de R$ 961,72 a R$ 2.298,47. São vagas para Auxiliar de Atividades Educativas (70), Assistente Administrativo Educacional (20), Agente de Apoio Educacional e professores. As inscrições vão de 1º a 8 de junho.

IFG

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia oferta 24 vagas de níveis médio, técnico e superior, com salários de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66. As inscrições vão até 3 de junho.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Secretaria de Ciência e Tecnologia de Goiânia prepara novo concurso


A Prefeitura de Goiânia vai realizar concurso para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec). São 40 vagas que irão compor a concorrência foram autorizadas no último dia 16 de maio pelo prefeito Iris Rezende (MDB) e serão para provimento do cargo de Analista em Organização e Finanças.

Titular da Sedetec, Ricardo De Val Borges, informa que o candidato deve ter curso superior em Ciências da Computação ou Engenharia da Computação e registro no órgão competente. “Os servidores que forem aprovados exercerão atividades de organização, métodos e sistemas, entre outros, sendo todas ligadas à área de informática”, explica o secretário.

A jornada de trabalho do servidor será de 30 horas semanais. Já o salário inicial é no valor de R$ 2.435,66, acrescido de dois adicionais: de Titulação e Aperfeiçoamento e por Desempenho Profissional. O primeiro é comum a todos os cargos, sendo concedido após estágio probatório, desde que atendido os requisitos legais, e pode variar entre 10 e 40% sobre o vencimento base.

O segundo adicional será de 20% do vencimento em que o servidor encontrar-se na Tabela de Vencimentos do Nível Superior. Tal benefício está definido nos artigos 2º e 5º da Lei Complementar nº 223 de 29 de dezembro de 2011. A previsão para o lançamento do edital, de acordo com o secretário, é para aproximadamente 60 dias.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Publicado edital do concurso para delegados da Polícia Civil de Goiás


Foi publicado no Diário Oficial do Estado na edição do último dia 15 de maio o edital do concurso para delegados da Polícia Civil de Goiás.

No total serão ofertadas 100 vagas, sendo 95 de ampla concorrência e outras cinco para candidatos com deficiência física.

A responsabilidade por organizar o concurso é do Núcleo de Seleção da Universidade Estadual de Goiás (NS-UEG).

Salários
A remuneração para o cargo de Delegado de Polícia Substituto é de R$ 19.242,52 (dezenove mil, duzentos e quarenta e dois reais e cinquenta e dois centavos).

Carga horária e lotação

A jornada de trabalho é de 40 (quarenta) horas semanais e o exercício do cargo exige a realização de viagens e a prestação de serviços fora do expediente e do local de trabalho.

Segundo o edital, após a posse, o ocupante do cargo inicial de carreira será lotado em delegacia de polícia do interior do estado, onde servirá pelo tempo de conclusão do estágio probatório, conforme designação da Superintendência de Polícia Judiciária.

Requisitos

Para concorrer ao cargo é preciso ter diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Inscrições

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente no site do NS-UEG , no período previsto no cronograma. O valor da taxa é de R$ 200 (duzentos reais). As inscrições poderão ser feitas entre os dias 12 de junho e 11 de julho.

Provas

As provas e avaliações serão realizadas na cidade de Goiânia (GO) e Aparecida de Goiânia (GO). Os endereços dos locais e horários de realização das provas e avaliações serão divulgados no site do Núcleo de Seleção da UEG. A prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 12 de agosto.

Etapas

O concurso para delegados da Polícia Civil de Goiás foi dividido em nove etapas:

1ª etapa - avaliação feita por equipe multiprofissional, de caráter eliminatório (exclusivo aos candidatos com deficiência);

2ª etapa - prova objetiva, de caráter eliminatório;

3ª etapa - provas discursivas, de caráter eliminatório e classificatório;

4ª etapa - avaliação de aptidão física, de caráter eliminatório;

5ª etapa - avaliação médica, de caráter eliminatório;

6ª etapa - exame psicotécnico, de caráter eliminatório;

7ª etapa - avaliação da vida pregressa e investigação social, de caráter eliminatório;

8ª etapa - curso de formação profissional, de caráter eliminatório e classificatório;

9ª etapa - avaliação de títulos, de caráter classificatório.