segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Curso preparatório do DF terá que pagar indenização por danos morais

Em meio à crise enfrentada pelos cursinhos preparatórios no Distrito Federal, o Gran Cursos foi condenado a pagar R$ 3.000 a uma aluna por danos morais. A decisão, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), foi tomada depois que a concurseira alegou má qualidades dos serviços prestados pela empresa. Além disso, o curso terá que reembolsar a quantia de R$ 900 – valor pago pelas aulas preparatórias.

A aluna alegou que as aulas eram remarcadas inúmeras vezes, além da ausência recorrente de professores e o acúmulo de aulas aos finais de semana. Para comprovar os problemas, ela apresentou a cópia de e-mails enviados à administração do cursinho, relatando a inadimplência contratual. Como a empresa não contestou as informações, o tribunal considerou verdadeiras as alegações.

Ao analisar o caso, a juíza concluiu que as aulas ministradas esporadicamente ou canceladas, além da troca de professores, impedem que os serviços sejam prestados de forma adequada e satisfatória. A magistrada ainda reconhece que a alta concorrência nos concursos públicos requer grande preparo para que os candidatos obtenham aprovação. A indenização por danos morais se justifica pelo fato da aluna ter seu direito de personalidade infringido.

Cabe recurso da sentença. Em novembro passado, o CorreioWeb entrevistou o proprietário do Gran Cursos, Wilson Granjeiro, sobre a crise dos cursinhos. Ele atribuiu a menor disposição dos alunos em bancar cursos de até R$ 6 mil ao aumento da concorrência das aulas on-line gratuitas e aos chamados aulões — eventos com foco em matérias específicas para os concursos.  (CorreioWeb)


PS.: Prestem atenção na hora de escolher o cursinho preparatório de concursos.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Assembleia Legislativa de Goiás abre 76 vagas para Assistentes e Analistas mais 8 para Procurador

Foi divulgado o edital de abertura do concurso público 001/2015 da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (ALEGO), voltado ao provimento de 76 vagas de níveis médio e superior, nos cargos de Assistentes e Analistas Legislativos. A organização é da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Em comum, jornadas de trabalho de 30h semanais e remunerações de R$ 3.376,99 e R$ 4.626,52, respectivamente.

Nível Médio: Assistentes Legislativos nas funções de Assistente Administrativo (27 + 4 PNE), Assistente de Suporte em TI (4), Operador Técnico (1), Programador de Computador (4 + 1 PNE), Técnico em Gravação e Som (1) e Técnico em Processamento de Dados e Telecomunicações (4 + 1 PNE).
Nível Superior: Analistas Legislativos nas funções de Analistas de Dados (4), Redes e Comunicação de Dados (4) e de Sistema (4), Comunicador Social (2), Contador (1), Pesquisador Legislativo (5 + 1 PNE), Programador Visual (2), Revisor Taquígrafo (2) e Taquígrafo (3 + 1 PNE).

Para concorrer basta realizar inscrição de 10 de fevereiro de 2015 a 12 de março de 2015 pelo endereço eletrônico www.cs.ufg.br, com taxas de R$ 80,00 para nível médio  e R$ 110,00 para nível superior.

As provas objetivas, de redação e de títulos serão aplicadas para todos os candidatos e, além disso, haverá prova prática para Taquígrafo. As duas primeiras avaliações estão previstas para 12 de abril de 2015, em Goiânia.
Para procurador serão oito vagas. O concorrente deverá ser formado em direito. Ainda serão disponibilizadas 29 vagas para candidatos com ensino superior e outras 47 para ensino médio.




sábado, 3 de janeiro de 2015

Concursos na área da Saúde em 2015

Vários concurseiros tem me questionado a respeito dos próximos concursos na área da saúde que possivelmente ocorrerão em 2015. Em um levantamento, apresento abaixo os melhores da saúde para começarmos bem os  estudos do ano novo.

Aparecida de Goiânia

O Secretário de Saúde de Aparecida de Goiânia assinou convênio com o Ministério da Saúde para a construção de um hospital municipal. A unidade terá 220 leitos, sendo 40 Unidades de Terapia Intensiva (UTI), e centro cirúrgico. O secretário revela que em 2015 serão inauguradas 14 novas unidades básicas de atendimento e mais duas UPAs, e talvez, três Centros de Atendimento Psicossocial (CAPs).

HC/UFG

A Universidade Federal de Goiás (UFG) aprovou a assinatura do contrato que transfere a gestão do Hospital das Clínicas para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), empresa pública de direito privado vinculada ao Ministério da Educação (MEC). Uma das primeiras medidas previstas após a oficialização do documento é a realização de um concurso imediato para mais de 500 trabalhadores da área hospitalar que devem ser contratados em regime CLT.

SES/TO

Saiu no Diário Oficial do Tocantins, do dia 20 de outubro, que o governador Sandoval Cardoso determinou a abertura de um concurso público de provas ou provas e títulos para provimento de cargos de profissionais da Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES/TO). O último concurso ocorrido em 2008 teve 1.218 vagas para cargos em nível médio e superior, com remunerações variando de R$ 770,04 a R$ 3.727,08.

Ministério da Saúde

Teremos ainda o concurso para a saúde indígena,  da Secretaria Especial de Saúde Indígena – SESAI, vinculada ao MS. O adiamento desse concurso, que seria para preencher 2.500 vagas, foi solicitado pelo Ministério da Saúde (MS). Também deverão ser contratados temporariamente Agentes Indígenas de Saúde (AIS) e Agentes Indígenas de Saneamento (AISAN) para substituição de cerca de 12.987 trabalhadores contratados por meio de convênios que atuam na saúde indígena.

Além desses, o Ministério da Saúde (MS) confirmou que quer realizar um novo concurso público para o cargo de agente administrativo, com exigência de curso de nível médio. O Ministério da Saúde encaminhou no ano passado um pedido solicitando a abertura de uma seleção com 300 vagas para a carreira de grau intermediário. A solicitação já passou por diversos setores do MPOG e segue em trâmite.

Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende abrir um concurso público com 120 oportunidades para a carreira de técnico administrativo, todas com lotação em Brasília, no Distrito Federal. O órgão espera lançar a seleção em 2015. O salário inicial do posto é de R$ 4.760,18.


Outros concursos também surgirão de secretarias de saúde do interior, do Ministério do Exercito, Marinha e Aeronáutica, além da Agência Nacional de Saúde (ANS).